Pão de Queijo: Sua História

Pão de Queijo

Clique aqui e veja muitas receitas para ganhar dinheiro com bolo no pote.

Unanimidades são raras, não é mesmo? Mas se tem uma iguaria que parece ser uma unanimidade, ela se chama pão de queijo.

Embora as formas de preparo da iguaria possam ser variadas, com algumas receitas levando leite, outras água, ou mesmo, esses dois ingredientes juntos, ou ainda, algumas levando banha de porco, outras manteiga ou óleo, o resultado é sempre o mesmo: uma delícia para ser degustada a qualquer hora do dia.

A verdade é que, seja do jeito que for, pão de queijo é sempre bem-vindo e já virou paixão nacional, independente da forma que for feito.

Mas, como será que essa delícia surgiu? Será que foi em Minas Gerais mesmo? É o que vamos ver agora.

Como e onde surgiu o pão de queijo?

Embora sua origem ainda seja cercada de mistério e lendas, há relatos de que o pão de queijo foi, realmente, criado em Minas Gerais, no século XVIII.

O que se diz é que, na época, as cozinheiras das fazendas passaram a utilizar nas receitas de pães a farinha de mandioca (depois chamada de polvilho) em vez da farinha de trigo trazida pelos portugueses, que era de baixa qualidade e imprópria para o consumo.

Ainda, de acordo com relatos, ao cozinharem para os senhores, adicionavam na receita os queijos que sobravam e endureciam, junto com o polvilho, ovos e o leite, enrolavam a massa e assavam.

E assim, foram criados os deliciosos pãezinhos de queijo.

Há quem afirme, no entanto, que o pão de queijo, na verdade, tenha surgido no período da escravidão, a partir da junção dos ovos e do leite, heranças dos portugueses, com a mandioca, até então considerada o pão dos índios nativos e, nessa mistura adicionavam o queijo, geralmente muito forte, passando sabor à massa.

Seja a história que for, o fato é que a popularização do pão de queijo só se deu após o ano de 1950, nas muitas quitandas que se espalharam pelo país, passando a ser consumida no Brasil inteiro.

Sem dúvida, embora seja uma iguaria tipicamente mineira, onde não pode faltar nos lares por lá, o pão de queijo virou uma das paixões nacionais.

Pão de queijo no mundo

Hoje, no entanto, essa iguaria não só conquistou os corações de ponta a ponta do país, como também já é exportada, em sua forma congelada, para outras partes do mundo, como Europa, Japão, Estados Unidos e América Latina.

Mas, no entanto, o pão de queijo ainda não conquistou o mundo, pelo menos, não da maneira que pegou os paladares brasileiros.

E embora países como a Colômbia, Paraguai e Argentina, possuam receitas similares, com baixa densidade e aspecto elástico, os formatos são diferentes.

Pão de queijo é saudável?

Pão de Queijo

Sem dúvida, o pão de queijo é um alimento equilibrado em relação aos nutrientes e, por isso, é saudável sim, pois contém água, carboidrato, proteína, lipídios, sais minerais e vitaminas.

Claro, só é preciso pegar leve quem está fazendo dieta, por causa das calorias e da quantidade de gordura. E até porque é impossível ficar em um só pãozinho. Mas, a dica é,  no caso de dietas alimentares, procurar utilizar o queijo branco, diminuindo o teor calórico.

 

Pão de queijo contém glúten?

Vale saber que, geralmente, encontramos glúten em farinhas de pães, como as de centeio, de trigo e de cevada, ou naquelas que passam por alguma contaminação no processo de produção, como a farinha de aveia, por exemplo.

Mas… o pão de queijo não possui glúten, e isso porque é fabricado com polvilho, que é uma farinha que vem da goma de tapioca (feita com mandioca).

Portanto, celíacos, intolerantes ao glúten, podem apreciar sem medo essa delícia mineira.

E é isso, agora você já sabe um pouco mais da história do pão de queijo e também um pouco mais sobre essa delícia mineira, que tal aprender a fazer uma receita bem simples? Se interessou? Então, clique em  https://www.tudonacozinha.com/pao-de-queijo-de-padaria/

Obrigada!

%d blogueiros gostam disto: